BPO (Business Process Outsourcing): bem-vindo ao futuro!

A transformação digital é a palavra de ordem do mundo moderno e vem contribuindo para significativas mudanças no modelo de processos das organizações. O BPO (Business Process Outsourcing) é prova disso e pode ser um aliado das empresas na busca por produtividade e eficiência durante períodos conturbados de crise.

Números divulgados pela Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom) revelam que, no período de 2010 a 2017, a produção de serviços (nuvem, BPO e TI) cresceu 8,4% ao ano, um potencial avanço do segmento de outsourcingonde, apenas em 2017, representou um incremento de 36%.

Como se não bastasse a busca por racionalização de recursos, aumento de produtividade e melhores resultados, empresas de diversos segmentos fazem uso inteligente e de forma integrada entre o BPO e o RPA (Robotic Process Automation) – uma combinação de robotização, analytics e inteligência artificial.

O resultado? Imagine uma máquina capaz de realizar tarefas de maneira automática, controlada por inteligência artificial, que indica as tarefas a serem realizadas, determinadas por processos eficazes. Essa solução, aparentemente futurista, ajuda as empresas a transformarem seus negócios de forma ágil e eficiente, além de reduzir custos significativos. As empresas reinventam processos que agregam valor ao negócio.

A combinação do BPO com o RPA traz vantagens como:

• Eliminação de erro humano;

• Funcionamento 24 horas, sete dias por semana, ininterruptamente;

• Redução do custo de operação de 15%, inicialmente, devido melhora da produtividade e padronização de processos;

• Otimização de tarefas cotidianas, gerando uma economia de tempo com procura de documentos, digitalizações e armazenamentos em geral.

• Melhoria é contínua, pois atividades repetitivas tornam-se automatizadas.

Estas soluções mostram que o BPO vai muito além do backoffice, podendo prover inteligência para o dia a dia das operações, tornando-se um aliado importante no monitoramento, otimização e inteligência, provocando um crescimento significativo nos negócios.

Para um BPO ser bem-sucedido, é importante entender a complexidade do negócio e documentá-lo na linguagem apropriada. Além disso, outros três aspectos prioritários para identificar no parceiro são: 1) capital humano (pessoas!) com as competências necessárias para executarem os processos que serão absorvidos; 2) tecnologia empregada e 3) aderência do fluxo do processo no ambiente atual de execução.

Para determinar se a automação BPO vale a pena analise pontos como confiabilidade, qualidade do trabalho e riscos envolvidos. Mesmo que, em linhas gerais, a automação signifique uma redução de custos, a empresa deverá pensar no negócio como um todo!

A Agrhega possui soluções integradas que podem ajudar as empresas a transformarem seus negócios de forma ágil e eficiente! Fale com a gente e bem-vindo ao futuro!

Por Beatriz Beltreschi