Revolução no alto comando das empresas

Os altos gestores precisam estar alinhados com todos os ecossistemas que influenciam o sucesso da sua governança: sintonia com as novas gerações; transformação digital; diversidade nas lideranças; e transparência administrativa.

Estes são os apontamentos levantados no Tendências Executivas 2019 – relatório produzido pela Page Executive dedicado a executivos do alto escalão – e revelam os principais desafios que estes líderes enfrentam atualmente na administração de seus negócios.

O principal trabalho do alto escalão das empresas é de se tornar mais competitivo e eficiente para não perder espaço no mercado. A transformação digital está cada vez mais presente: reduzir custos e automatizar processos são algumas vantagens da tecnologia nas empresas.

Outro ponto de extrema relevância é de estar preparado para as misturas de gerações. Esse movimento é necessário para uma nova dinâmica de mercado. Os millenials já são responsáveis por 50% da força de trabalho global e os gestores precisam estar adaptados para essa troca de competências – todos ganharão muito com isso.

Também não podemos deixar de lado a importância da diversidade nas lideranças. Toda empresa precisa ter um ambiente com pensamentos diferentes, pois além de enriquecer o negócio, torna-se alvo para novos talentos. Dados da Mckinsey, Diversity Matters, revelam que empresas que apostam em diversidade em sua liderança têm um retorno de produtividade de 53% quando comparado com a concorrência.

A transparência na administração é outro fator importante para o negócio. Não basta exigir cumprimento de metas, mostrar resultados e as metodologias aplicadas são tarefas fundamentais para um líder de sucesso.

E por fim, é fundamental estruturar a cultura do ‘propósito’, pois talentos e clientes se engajam à empresa por aquilo que ela prega e acredita.

Ter uma cultura e atuação definidas são atributos que revolucionarão os papéis dos líderes modernos, fortalecendo as empresas, retendo talentos de todas as gerações e atraindo novos parceiros e clientes – empresas obtêm um melhor desempenho ao longo do tempo quando o seu propósito vai além lucro.

Por Mônica Pavan